Alunos se preparam para OBA e Mostra de Foguetes


A XXII Olimpíada Brasileira de Astronomia está chegando. Cerca de 50 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio se inscreveram para fazer a prova da OBA no próximo dia 17 de maio. Este ano, porém, tem novidade: além da prova escrita com questões de Astronomia e Astrofísica, uma equipe liceísta vai encarar outro desafio ao participar também da 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

Para isso, eles têm se reunido semanalmente no laboratório de Física com o professor Sérgio Henrique Douwens para projetar e construir o foguete, seguindo a normatização dos organizadores da mostra. Para esta faixa etária, eles podem utilizar garrafas pet e papelão; como combustível, água e ar comprimido (Fund 2), mistura de vinagre e bicarbonato de sódio (Médio).

Os foguetes poderão ser lançados obliquamente, pois o objetivo é obter o maior alcance horizontal possível. Por motivo de segurança, os testes de lançamento deverão ser realizados fora da escola, em local a ser confirmado pela coordenação.

Interesse

Realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), a MOBFOG tem o intuito de fomentar a curiosidade e o interesse dos jovens pela Física, Astronáutica, Astronomia e ciências afins de forma lúdica e cooperativa.

Estudantes de escolas públicas e particulares de todo o Brasil podem se inscrever para testarem suas habilidades de construir e lançar o mais longe possível foguetes feitos de canudinhos de refrigerante (1º nível, do 1º ao 3º ano do ensino fundamental), tubos de papel (2º nível, 4º e 5º ano do fundamental) e garrafas pet (3º nível, 6º ao 9º, em que apenas água e ar comprimido podem ser usados no lançamento).